Desde a Solenidade de Cristo Rei do Universo, em 20 de novembro de 2022, teve início, na Igreja no Brasil, o Terceiro Ano Vocacional Brasileiro, que se encerrará na Solenidade de Cristo Rei do Universo, em 26 de novembro de 2023.

Com o tema “Vocação: Graça e Missão” e o lema “Corações ardentes, pés a caminho”, todas as Dioceses do Brasil estão participando desse momento tão importante para suscitar vocações na Igreja, fortalecer a Pastoral Vocacional e animar todos os vocacionados em sua missão.

A vocação é um chamado que Deus dirige a cada pessoa humana para caminhar em profunda comunhão com Ele. A partir do nosso estado de vida, se casados ou solteiros; e da nossa condição na Igreja, se leigo, consagrado ou ministro ordenado; somos chamados a viver uma vida de graça, santidade e missão.

Muitas vezes, identificamos vocação com profissão. Entretanto, vocação e profissão são realidades distintas, embora se complementem. A profissão é uma atividade que desenvolvemos, de acordo com nossas habilidades e qualificações, de onde tiramos o nosso sustento e contribuímos com o bem da sociedade. A vocação está relacionada a nossa plena realização humana e a nossa salvação. Nossa vocação fundamental é viver uma vida de graça, é responder ao chamado que Deus dirige a cada um de nós para viver em plena comunhão com Ele e espalhar o Seu amor por todas as partes. Quando o nosso coração arde no encontro com o Senhor, como ocorreu com os discípulos de Emaús, nossos pés se põem a caminho para anunciar que Cristo vive; nos movemos, como fez Nossa Senhora que, após a anunciação, apressadamente, subiu as montanhas da Judéia para comunicar a Isabel a chegada dos tempos messiânicos e ajudá-la durante a sua gravidez e o nascimento de João Batista.

O Ano Vocacional tem como objetivo promover uma cultura vocacional em nossas comunidades, famílias e na sociedade, para que sejam ambientes favoráveis a todas as vocações, como graça e missão a serviço do Reino de Deus. Somos todos vocacionados, chamados para estarmos com Jesus, anunciando com alegria a boa nova do Reino. Por isso, o Ano Vocacional visa fortalecer a consciência do discipulado missionário de todos os batizados, levando-os a reconhecer a identidade vocacional da vida laical como forma de viver a santidade nas realidades temporais. E, igualmente, despertar o protagonismo nos jovens impulsionando o serviço generoso à missão, ao voluntariado, bem como a vocação à Vida Consagrada e ao Ministério Ordenado.

Que Nossa Senhora, modelo de vocacionada, de discípula e missionária, nos estimule a responder com total generosidade a nossa vocação e missão!

Dom João Santos Cardoso

Bispo da Diocese de Bom Jesus da Lapa (BA) e presidente do Regional Nordeste 3

LITURGIA DIÁRIA